Meus 40 – parte 2

Fizemos o check in e embarcamos!

Escala rápida em Madrid, que deu pra sentir o primeiro friozinho europeu…..

Sim, eles cansam, ficam “entediados” mas acabam aceitando. se distraem, dormem e brincam enquanto esperam.

Caio cochilando

Caio cochilando enquanto aguardava o novo embarque

Uma das recomendações que dou pros pais é que conversem com as crianças, alertem quando à possibilidade de se perderem, e sempre procurem um local de referência quando chegarem nos lugares. Eu sempre falo onde vamos nos encontrar caso alguém se perca.

No meu caso, cada um levava sua bagagem de mão e sua mochila, o mesmo fazia eu, como eles tinham malinhas, ficava fácil de achar.

Falei que eles teriam que ficar sempre próximos de mim, e que era muito mais fácil eles me verem do que eu ver cada um deles o tempo todo. Foi assim que fizemos, e deu certo.

Quando um queria ir ao banheiro, íamos todos, quando um queria  comer ou beber algo, íamos todos. Sempre juntos.

36961335_2016859181680834_1545219440851812352_n

No ônibus do avião ao desembarque

36967557_2016859661680786_5523228466918457344_n

Conexão

Logo partimos para Paris. Chegamos lá à noite e eu havia reservado um transfer do aeroporto para o Hotel. Nesse momento me bateu um desespero controlado, do tipo “o que você está fazendo aqui com três crianças no meio desse mar de gente”, mas respirei fundo, percebi que não tinha como voltar atrás e foquei em procurar o nosso transfer.

Essas logísticas devem ser sempre estudadas quando se está sozinha com crianças, porque uma economia mal planejada pode sair muito mais cara do que um carro exclusivo.

Quando desembarcamos, o motorista já nos aguardava e logo fomos para o hotel. No meio do caminho, o Igor vê a Torre Eiffel e acorda a Ju que cochilava “-Acorda Ju, olha lá”… e aquele monumento maravilhoso estava iluminado e iluminando a noite… a Ju respondeu : “- Me belisca? Porque eu não estou acreditando, parece um sonho”!

E eu, à beira dos meus 40 anos, não contive as lágrimas de felicidade ao ouvir aquela voz da minha filha tão linda que ficará gravada pra sempre na minha memória… Não, não era sonho… mas era uma realidade fantástica mesmo e eu só conseguia agradecer em silêncio aquela contemplação das crianças pela Tour Eiffel, gratidão e gratidão… com uma pitada de iniciativa ; )

Chegamos no hotel e fomos jantar…

Saímos caminhando pela rua e um frio de 5 graus nos apressava. Entramos em um restaurante de esquina e passamos pela cortina…. e pá …. todos pararam o que estavam fazendo e observaram nós 4 aguardando para sermos atendidos ….

Devem ter observado minha cara de choque quando percebi que as mesas eram lindas e arrumadas com aquelas 2-3 taças por pessoa rsrsrs.

Gelei ainda mais… pedi uma mesa para quarto pessoas ao mesmo tempo que falei pras crianças “não tocarem em nada” .

Nos acomodamos e pedimos o jantar… era um bistrô maravilhoso, com uma música agradável, mesas perfeitamente arrumadas e uma comida deliciosa! Chama-se Le Cosi e fica no quarteirão latino de Paris, no 5 arr.

Captura de Tela 2018-05-25 às 12.38.24

Pedi minha taça de vinho, suco pra eles, uma sopa de legumes pro Caio, um prato com foigras pro Igor e outro pra Júlia e um macarrão com lagosta pra mim… degustamos cada garfada… mas as crianças não conseguiram comer tudo… acharam o “foigras” forte.

Por fim… voltamos caminhando para o hotel naquela noite fria parisiense e foi maravilhoso!

 

 

 

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: