O pós-parto

Depois de sair da sala de pós-operatório, fui pro quarto e a família estava toda lá reunida, morrendo de vontade de ver a criançada e saber as novidades.

Antes de descer, a médica orientou que eu não falasse muito, pois minha barriga tinha ficado muito tempo aberta e eu estava cheia de gases, então foi a primeira coisa que falei pro Breno e pedi pra avisar todos antes de entrarem no quarto.

Eu sentia uma coceira na região do colo, dá uma vontade enorme de enfiar as unhas, mas a médica avisou que é efeito da morfina que eles colocam na anestesia…essa morfina deve ser viciante mesmo! 

Antes de dormir, a enfermeira veio me dizer que a médica havia prescrito pra que eu andasse a partir das 5:00h, então, me mandaria um lanche às 3 da madruga e às 5 eu iria tomar um banho… meu Deus, todo mundo fala horrores desse primeiro banho após a cirurgia…umas desmaiam, outras vomitam…

Foi dito e feito, fiz o lanche assistindo a corrida de fórmula 1 e às 5 chegou a enfermeira, falou pra eu sentar na cama, cobriu o curativo com um plástico e levantei….  e sim, vi estrelas! Parecia que eu iria rasgar em duas partes… cabeça/tronco x perna/pé, que dor medonha… ardida, interna, irritante!

Bom, fiquei em pé meio curvada, ela falou pra eu não olhar pro chão nem pro espelho pra evitar tonturas e lá fui eu pro bendito banho às 5 da manhã. Passada a tormenta veio o alívio, parece que aquela água nas costas me relaxou profundamente, coloquei a camisola e dormi… ah, dormi com gosto!

 Na manhã seguinte minha barriga estava enorme e dura de gases, doía muito e a orientação era pra caminhar, pois só assim iria eliminar os gases e melhorar a dor… aquela dor de partir ao meio continuava, as minhas caminhadas eram só dentro do quarto, o corredor estava super quente e eu morria de calor.

Eu ainda não tinha visitado os nenês,  só o Breno, que foi sábado à noite e disse que estava tudo bem, entào, fui pra UTI neonatal na cadeira de rodas e vi nossos pequenos! Lindos! Conversei com eles, fiz carinho, olhei cada rostinho, perninha, mãozinha, pezinho, tudo! Mas a dor era tanta que não consegui ficar com eles por muito tempo.

Era domingo e eu estava brava, não queria ver nem conversar com ninguém, avisamos a família e não liberamos a entrada de visitas… dormi quase a tarde inteira.

A natureza é realmentte perfeita, fiquei pensando como eu faria para cuidar de 3 nenês estando nessas condições… acho que eu iria chorar junto com eles! Mas eles estão sendo muito bem cuidados lá na UTI, ficamos seguros e conseguimos recuperar aos poucos as nossas energias, o papai também está cansado, porque além das interrupções noturnas pra remédios, eu preciso de ajuda pra levantar e a caminha que ele dorme é minúscula…já disse e repito, esse super marido-papai vai pro céu! 

Na visita da obstetra, perguntei porque estava com tanta dor na barriga, não eram nos pontos, era dentro da barriga, aquela mesma dor medonha, ardida, interna e irritante! Ela me falou que quando cortou a barriga, os meus músculos estavam muito finos, devido a tanto repouso na gravidez e por serem trigêmeos, então ela teve que amarrar tudo pra que a barriga ficasse mais resistente… por isso tamanha dor, foi tipo uma “abdominoplastia” forçada.

O mais engraçado de tudo, é que as pessoas me viam no elevador e desejavam “uma boa hora” ou perguntavam se tinha nenê na minha barriga… pois é, a barriga continua grande, mas vazia e meio mole, então eu tinha que explicar que já tinham nascido, e eram 3, pra variar, nada foi normal… rsrsrs

Todos os dias vamos na UTI ver os pimpolhos, tem horários certos pra visita, ficamos lá conversando, fazendo carinho e conhecendo cada um deles, são visitas de 1 hora, 3 vezes ao dia, mas da pra matar um pouco as saudades…

Tive alta hoje de manhã (terça-feira), alugamos um flat perto do hospital e fomos embora… deixamos nossos pimpolhos aos cuidados da equipe, dá um nó na garganta sair sem nenhum nenê no colo, mas o melhor para eles é estarem no hospital, ganharem peso e ficarem bem para irem pra casa na hora certa.

Não coloquei a cinta pra apertar a barriga e ajudar a voltar tudo pro lugar, minha médica achou melhor esperar tirar os pontos primeiro, mas não vejo a hora de colocar, a barriga fica meio perdida, dói pra virar, pra levantar, andar. Acho que a cinta deve dar uma segurança maior, pelo menos é isso que todo mundo fala. Vou tirar os pontos em 2 semanas, Depois eu conto…

Tags:

8 Respostas to “O pós-parto”

  1. Vanessa Says:

    Nossa, li sei blog quase todo numa parada só…
    Ele chegou a mim, numas pesquias que estava fazendo pois estou querendo engravidar.
    Muito bom, chorei, sorri, me emocionei demais.
    quero três filhos separados ou todos de uma vez…
    Felicidades e saúde à vcs!!

  2. Caroline Says:

    Oi Vanessa!
    Se precisar de qualquer coisa em que eu possa te ajudar, pode contar comigo!
    Desejo toda a sorte e força nesta sua busca pelos bebês!
    Beijos!

  3. Chris Says:

    Carol,
    parabéns pelo nascimento dos teus lindos! Que descrição incrível! Vc me fez reviver o nascimento dos meus mosqueteiros. E, juro, não conseguiria descrever esse momento dessa forma tão legal como vc fez! Que os seus príncipes e sua princesinha tenham muita saúde e tragam muita alegria para toda a família!
    Estamos torcendo para que tudo corra bem nesse período de hospital, uti…
    Bjs!
    chris

  4. Loíse Says:

    Parabens pelos bebes, venho lendoseu blog ha um certo tempo, me emociono sempre que o visito. Os bebês são lindos, tudo de bom pra vcs!!!

  5. Fabrícia Says:

    Parabéns pelo bebês! Tenho acompanhado seu blog desde que descobri que eu estava grávida de trigêmeos. Estou na 13a. semana, e ainda não sei o sexo dos meus bebês. Já tenho uma filhota de dez anos de idade, que também está curtindo. Como você, tive sangramento (que já cessou), estou de repouso e licença do trabalho, mas muito feliz! Fico feliz de ver que outras pessoa passam por este período com saúde e alto astral, pois só quem carrega três de vez é que sabe os desconfortos, a ansiedade, os muitos receios e as várias delícias de gestar trigêmeos.

    Saúde para você,para o pai (meu marido também tem sido um companheirão), e para os bebês.

  6. Bárbara (G) Says:

    De fato a primeira vez que a gente levanta é duro… Eu tb passei mal!!! Mas só a primeira vez tb… De noite, já estava tomando banho sozinha!!!
    Imagino sua dor… Mas pensa que passa!!!
    Mto legal vcs poderem alugar um flat perto do hospital, facilita a vida da gente!!! E mto!!!
    Que os bbs ganhem peso logo, pra ficarem juntinho de vcs!!!
    Bjks🙂

  7. Michelle Says:

    Oi, sou eu Michelle mãe das trigêmeas estou aqui novamente para parabenizá-la e desejar toda felicidade do mundo pra vc e suas preciosidades espero que Deus abencoe muito a todos e agora continuo Eu e a Fabricia que também esta ai em seu blog na expectativas de nossas gravidez. Quero saber noticias dos bebês coloca ai pra nos.

  8. Mônica Says:

    Carol,
    Estou acompanhando as noticias sempre e fico muito animada pensando que logo logo será a minha vez..
    Confesso que este pós parto me deixou um pouco preocupada mas tenho certeza que tudo vale a pena para termos nossos bebês nos braços certo?
    Continue escrevendo..
    Bjs
    Mônica Nogueira

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: