Quarentena Coronavirus #dia21

6 de abril de 2020

E hoje completamos 3 semanas de quarentena. Ainda não andamos de bicicleta, coisa que estava planejando tão animada, acabei postergando e postergando e postergando, então, vamos ver quando criamos coragem pra encher os pneus e sair para dar uma voltinha.

É incrível como em quarentena a influência do clima se acentua. Quando amanhece nublado, sem sol, todos se aninham no sofá, demoram pra comer, pra tirar o pijama, pra arrumar a cama. Vou seguindo o ritmo diário e nesses dias mais preguiçosos tenho que ser mais incentivadora das crianças.

Incentivadora foi a palavra escolhida pra não dizer mandona mesmo, como diria minha mãe, sargentona. Rsrsrs.

Outros dias acordam super dispostos, já arrumaram a cama, fazem o pão na frigideira e querem ajudar nas atividades domésticas.

Obviamente não dispenso ajuda, ainda mais assim, voluntária. Essa semana foi o Caio, acordou e pegou a máquina de lavar, lavou as escadas e depois o muro. Toda ajuda é de grande valia, isso aprendi mais ainda nessa quarentena.

Caio lavando o muro

Assim seguimos, uns dias melhores, outros nem tanto, acompanhando as notícias 1 vez por dia para não entristecer mas também não alienar…

Quarentena #dia15

1 de abril de 2020

Seguimos em isolamento social, 15° dia em casa praticamente sem sair pra rua.

Doce ilusão foi a de que eu iria descansar ou ficar mais sossegada nessa quarentena.

Nunca lavei tanta louça e fiz tanta comida. Isso que são só 15 dias.

A partir da semana passada, lá pelo dia 8, eu comecei a pedir pras crianças ajudarem. Cada um lava a louça numa refeição. Meu Deus, quando acabava de arrumar a cozinha já era quase hora se sujar de novo. Não dei conta fazendo sozinha não.

Os meninos lavam numa boa, o Caio gosta, brinca com as louças. O Igor diz que tem nojo do cheiro de louça e a Júlia detesta. Pediu pra secar a louça pq ela não gosta de lavar por causa do cheiro.

A mesa eles ja arrumavam, também fritam ovo quando estão com vontade. Se viram bem.

Melhorou muito! Tudo fica arrumado bem mais rápido e depois do almoço começamos a Home School.

Quase esqueci que ainda tem as roupas. Não passo mais. Pego no varal, limpinhas e cheirosas, as dobro e depois separo o que é de cada um pra eles guardarem no armário.

Também começaram a arrumar o quarto. Eu só passo pano no chão e limpo os banheiros.

Uma vez por semana troco as roupas de cama e de banho. Eles que tiram as sujas e colocam as limpas, mas as roupas de cama ainda precisam de um pouco de ajuda na hora de trocar.

Enfim, essa é a parte de organização da limpeza da casa. No próximo post contarei das faxinas e atividades pra distrair esses pequenos guerreiros que já estão vivenciando muitas coisas nessa época.

Todas as noites seguimos com nosso chá. Hortelã ou capim limão, mel e limão espremido. Aquece o coração antes de dormir e tranquiliza. Por enquanto é assim que tem dado certo.

Igor lavando a louça do almoço.

Quarentena Coronavirus dia 3

20 de março de 2020

Hoje começamos a “home school”. Os professores passaram as tarefas para as próximas 3 semanas e as orientações vêm diariamente.

Agora fico pensando no cardápio do dia. Espero eles acordarem para montar a mesa do café da manhã, e estão ajudando com a louça, arrumando o quarto e suas camas.

No almoço o Igor faz o bife com minha supervisão e no jantar a gente vê o que quer comer.

Hoje o chá da noite ficou uma delícia e quero compartilhar com vocês. Fervi gengibre ralado na água. Em um bule coloquei o suco de 4 laranjas espremidas com 4 colheres de chá de mel de laranjeira. Depois de misturado coloquei o chá de gengibre e mexi.

Gostoso demais!!!!

O Celular e videogame estão liberados por enquanto. Normalmente só podem usar nos finais de semana, mas por hora brincam neles sim. Depois das tarefas.

Seguimos confinados conforme recomendação e não saímos. Amanhã vou ver se conseguimos sair de bicicleta aqui na frente da casa para pegar um sol.

Continuo trabalhando em home office e fazendo as reuniões por vídeochamada ou telefonemas mesmo. E-mail e Whatsapp estão funcionando bem também.

É o terceiro dia. Mas acredito que com o tempo tudo irá mudar e nos adaptaremos à rotina.

Vamos em frente!

Iniciando a quarentena do Coronavírus

17 de março de 2020

Hoje iniciamos em casa a quarentena para prevenir a contaminação pelo coronavírus.

O principal motivo é evitar o convívio social, evitando assim as chances de transmissão principalmente entre a população mais vulnerável (idosos e pessoas com doenças associadas).

Sempre me interessei pelo estudo das doenças e como estudiosa em epidemiologia achei interessante estabelecer algumas rotinas em casa principalmente em relação às crianças.

Em relação à alimentação, manteremos refeições balanceadas e nutritivas conforme já estamos acostumados, sem grandes variações ou inclusões.

A única mudança instituída é um chá que faço para cada um com mel e limão espremido antes de dormirmos. Isso faço no inverno, mas estamos incluindo durante esses dias.

Como temos uma pequena horta, podemos colher hortelã ou capim limão frescos para os chás. Também se tornou um ritual gostoso no qual batemos papo e nos aquecemos antes do sono.

Não faço o chá porque aumenta a imunidade ou para que previna algo. É mais uma tradição nossa aqui em casa, que gostamos bastante e nos faz bem.

O álcool gel vem depois da lavagem das mãos, porém o mais importante é lavar as mãos mesmo. Nesse ponto acho que será um hábito que ficará bem enraizado na rotina. Pensando pelo lado positivo, será ótimo!

As crianças não irão para a escola por enquanto. Nem na catequese. Esperamos que essas iniciativas de isolamento social contenham a disseminação da doença e farei o possível para realizar meu trabalho em home office.

No mercado irei uma vez por semana. Principalmente para comprar os perecíveis. O restante poderá ser estocado. Aquele arroz com feijão que sabemos muito bem ser a melhor combinação nas refeições.

Logo a tempestade vai passar, juntos levaremos conosco a experiência e os aprendizados dessa fase que, tenho certeza, serão muitos.

Que Deus nos proteja e nos ilumine. Juntos somos mais fortes e vamos cuidar uns dos outros.

Vamos em frente, tenho fé que tudo vai passar logo. Hoje é o primeiro dia… seguimos esperançosos.

Beto Carrero World

22 de janeiro de 2020

Olá pessoal, esse post foi pensado para compartilhar com vocês sobre a aventura que vivemos em 3 dias de passeio no Beto Carrero.

Nosso objetivo era conhecer o máximo possível do parque e ir nos brinquedos mais radicais!!

A primeira dica que eu dou é de que faça a carteirinha de estudante da UNE. Pois com ela, você tem o desconto que vale muito a pena, ainda mais em se tratando de 4 passaportes…

PRIMEIRO DIA

Acordamos cedinho e chegamos lá antes de abrir o parque.

Aproveitamos para tirar a foto clássica na frente do parque e nos certificar de que todos estavam de boné, protetor solar e disposição.

As filas já se formavam nas catracas mas a empolgação do roteiro nem nos fez perceber a espera.

Logo na entrada já existem mapas disponíveis e você pode se localizar para ver quais brinquedos quer ir e em qual sequência.

E antes que me perguntem, meus 4 companheiros de aventura eram meus filhos e meu afilhado : )

Todos ouviram o mesmo discurso antes de entrarmos:

1. Vocês, crianças, não podem me perder de vista, porque é mais fácil vocês me verem do que eu olhar pros 4.

2. Só iremos nos brinquedos que todos quiserem ir.

3. Quando um quiser ir ao banheiro, vamos todos.

4. Se ficarem com medo, respeitem seu corpo e não façam nada que não estejam com vontade.

5. Marcamos um ponto de encontro caso alguém se perdesse.

E assim, depois das regras discutidas, lá fomos nós!!

Os brinquedos são sensacionais, o primeiro foi o Crazy river, que cabem 5 pessoas num bote redondo descendo água abaixo! Gostaram tanto que depois fomos novamente!

Depois fomos na montanha russa invertida, a Firewhip!

O Caio e o Miguel não quiseram ir na hora que já estávamos as cadeiras (fator surpresa) então, falei pra eles esperarem onde o monitor os colocou e não saírem de lá até voltarmos. Deu tudo certo.

A montanha é emocionante demais e os pés ficam balançando sem controle nenhum!

Depois fomos na outra montanha russa, a Star Mountain, que também tem loopings (dois). A queda inicial com 35m de altura é a parte mais gostosa. Bem legal! Mas depois da invertida ficou mais “sem emoção”. Sugiro irem nessa primeiro e depois na invertida.

Depois dessa fomos no Tchibum, um tronco de árvore que navega pelas águas e desce 15m de altura. O mais gostoso desse é ficar molhado para refrescar e continuar o passeio!

Já ensopados de água, fizemos uma pausa para o almoço e depois seguimos para o zoológico.

Ahhh, seguimos pro zoológico porque perdemos a chance de ver o Hot Wheels Epic Show. A entrada foi encerrada por número máximo atingido e ficamos pra fora.

Por isso, o ideal é chegar ao menos 40 min antes de começar. Isso também depende da quantidade de pessoas no parque.

O zoológico é bem interessante e tem muitos animais. As crianças gostaram principalmente dos elefantes, girafas, leões e dos tigres brancos.

Depois de tanta caminhada, os shows são uma excelente opção para descansar as pernas! Vimos o Madagascar, que leva em torno de meia hora e é bem atrativo para aa crianças.

E para finalizar a tarde, porque honestamente nós estávamos super cansados, vimos que não tinha nenhuma fila na Big Tower.

Falei pro Igor que se ele fosse eu iria. E ele topou!!! Entramos na fila e logo me bateu um arrependimento. O Caio pegou meu celular pra filmar e lá fomos nós.

Uma mistura de medo com ansiedade. Comecei a não sentir a perna e fiquei nervosa, falei pra monitora que não estava me sentindo bem mas exatamente nessa hora o brinquedo começou a subir….

Meu pai amado…. agora já era…. que altura! São 100m, uma das maiores do mundo. O Igor me disse enquanto subíamos:

-Que vista linda!!!

E foi nisso que me apeguei…com força…..

Chegamos lá no alto, o brinquedo fica uns segundos parado e despenca a uma velocidade que chega a 120km/h.

Quando percebi, tínhamos chegado.

Igor parceiro de aventura!!!!

E depois dessa, um sorvete pra cada um antes de voltar pra casa!

SEGUNDO DIA

Depois de um dia de descanso, voltamos para mais uma aventura. Nossos companheiros de aventura eram o Daniel e a Amanda.

Dessa vez o parque estava lotado! As filas gigantes e o calor escaldante como no primeiro dia.

A eleita do dia foi a Star Mountain pra começar.

Depois a Firewhip e só nessas duas levamos 4 horas!!

Conseguimos assistir o show do Hot Wheels que eles adoraram! Eu gostei mais porque tinha sombra e dava para descansar as pernas rsrs.

Almoçamos e depois fomos pra cidade pirata e Vila Germânica. Lá tem muita coisa!

Carrinho de bate-bate, uma montanha russa menorzinha, barco viking…

Fomos em todos que as crianças quiseram.

Valeu demais o passeio e de lá, sorvete para todos para voltar pra casa!!

TERCEIRO DIA

Antes de voltarmos para o terceiro dia nós descansamos 2.

Então era a saideira. Éramos nós 4… Fomos nos brinquedos que ainda não tínhamos ido ou que queríamos voltar.

Star Mountain, carrossel, barco viking, carrinho de bate-bate, cinema 4D…

Foram dias incríveis e de muita diversão que eu recomendo pra toda a família!!

Almoçamos no restaurante alemão da Vila Germânica, uma delícia!

Certamente voltaremos!

Safari – Aquila Safari

8 de março de 2019

A prioridade da viagem era fazer um Safari, e então pedi ao hotel que fizesse a reserva com transfer incluso para o Aquila Safari, uma reserva onde seria possível encontrar os Big Five (leão, elefante, búfalo, rinoceronte e leopardo) durante o passeio.

Escolhemos o Safari de meio período pois assim não precisávamos acordar tão cedo. O plano era chegar, almoçar e depois partir para a busca nos carros abertos.

O transfer nos buscou às 9:30h, paramos em uma vinícola para uma pausa e depois seguimos viagem.

Chegamos lá 12:30h e fomos recebidos com vinho e suco.

Almoçamos no hotel com serviço de buffet com sobremesa que já estavam incluídos no passeio e às 13:30h entramos no carro.

 

 

Primeira parada para ver o hipopótamo, mas eles estavam mergulhados no lago.

Depois vimos os rinocerontes, enormes e lindos com seus filhotes!

 

 

Na sequência vimos a família de leões e uma leoa linda nos encarava do outro lado do carro.

 

 

Foi uma mistura de medo com satisfação, eles ali, tão próximos!! Muita adrenalina!

São realmente lindos!

Na sequência vimos a girafa e o oryx, meio escondidos mas deu pra ver.

E as zebras também vimos!!

Mais uma pausa pra vinho e suco e seguimos viagem.

Os próximos foram os elefantes, vinham ao nosso encontro pela estrada e tivemos que recuar, o motorista sempre foi muito consciente do perigo e nos alertou quanto a isso, não há como prever uma reação de ataque de um animal assim, por isso, sempre que havia algum movimento mais brusco ou imprevisível ele ligava o carro e se afastava dos animais. Realmente, se qualquer um desses bichos resolvesse dar uma patada no carro, estaríamos metidos em encrenca.

 

A partir daí nós voltamos, não conseguimos ver o búfalo nem o leopardo, mas mesmo assim foi inesquecível!!

Um céu azul como nunca havíamos visto antes e uma energia maravilhosa!!

Daquelas experiências na vida que precisa viver ao menos uma vez pra conhecer.

Cape Wheel – V&A Waterfront

7 de março de 2019

No primeiro dia em Cape Town passeamos por V&A Waterfront, um lugar onde passamos a tarde toda, jantamos, e depois voltamos pro hotel pra descansar.

Ao chegar lá, ficamos encantados com a atmosfera do lugar e logo fomos na roda gigante. Sem nenhuma fila, foi ótimo porque assim já nos localizamos na cidade e vimos bastante coisa lá do alto.

A cabine é espaçosa e tem ar condicionado. No total a roda gigante dá 6 voltas completas, o que nos fornece tempo suficiente para tirar selfies, fotos da paisagem, fotos uns dos outros, fazer video e curtir a pura contemplação do lugar.

África com Trigêmeos 🦁

1 de março de 2019

Esse ano escolhemos a África do Sul para comemorar meus 42 anos e conhecer um lugar completamente novo!

Tenho como uma das metas de vida conhecer os 5 continentes e ainda faltava a África. Já havia pisado em uma conexão de viagem, mas na minha opinião não tinha contado.

Preparei as passagens primeiro, depois falei com as crianças e reservei os hotéis. Eles preferiram não ficar em um parque para fazer o Safari, o que eu também tinha ressalvas pois eles ainda tem 9 anos, então, optamos por ficar mais tempo em Cape Town e fazer Safari em uma reserva.

A documentação para entrar no país é meio extensa quando as crianças viajam somente com um dos pais, mas deu tudo certo, autorização, documentos autenticados e vamos que vamos!!

O vôo foi da Latam direto para Johanesburg, 10 horas de viagem, saindo por volta das 18h. A comida era gostosa e os filmes infantis distraíram a molecada antes do sono chegar.

Malas prontas, roteiro desenhado e lá vamos nós para mais uma aventura!

Meus 40 – parte 2

11 de julho de 2018

Fizemos o check in e embarcamos!

Escala rápida em Madrid, que deu pra sentir o primeiro friozinho europeu…..

Sim, eles cansam, ficam “entediados” mas acabam aceitando. se distraem, dormem e brincam enquanto esperam.

Caio cochilando

Caio cochilando enquanto aguardava o novo embarque

Uma das recomendações que dou pros pais é que conversem com as crianças, alertem quando à possibilidade de se perderem, e sempre procurem um local de referência quando chegarem nos lugares. Eu sempre falo onde vamos nos encontrar caso alguém se perca.

No meu caso, cada um levava sua bagagem de mão e sua mochila, o mesmo fazia eu, como eles tinham malinhas, ficava fácil de achar.

Falei que eles teriam que ficar sempre próximos de mim, e que era muito mais fácil eles me verem do que eu ver cada um deles o tempo todo. Foi assim que fizemos, e deu certo.

Quando um queria ir ao banheiro, íamos todos, quando um queria  comer ou beber algo, íamos todos. Sempre juntos.

36961335_2016859181680834_1545219440851812352_n

No ônibus do avião ao desembarque

36967557_2016859661680786_5523228466918457344_n

Conexão

Logo partimos para Paris. Chegamos lá à noite e eu havia reservado um transfer do aeroporto para o Hotel. Nesse momento me bateu um desespero controlado, do tipo “o que você está fazendo aqui com três crianças no meio desse mar de gente”, mas respirei fundo, percebi que não tinha como voltar atrás e foquei em procurar o nosso transfer.

Essas logísticas devem ser sempre estudadas quando se está sozinha com crianças, porque uma economia mal planejada pode sair muito mais cara do que um carro exclusivo.

Quando desembarcamos, o motorista já nos aguardava e logo fomos para o hotel. No meio do caminho, o Igor vê a Torre Eiffel e acorda a Ju que cochilava “-Acorda Ju, olha lá”… e aquele monumento maravilhoso estava iluminado e iluminando a noite… a Ju respondeu : “- Me belisca? Porque eu não estou acreditando, parece um sonho”!

E eu, à beira dos meus 40 anos, não contive as lágrimas de felicidade ao ouvir aquela voz da minha filha tão linda que ficará gravada pra sempre na minha memória… Não, não era sonho… mas era uma realidade fantástica mesmo e eu só conseguia agradecer em silêncio aquela contemplação das crianças pela Tour Eiffel, gratidão e gratidão… com uma pitada de iniciativa ; )

Chegamos no hotel e fomos jantar…

Saímos caminhando pela rua e um frio de 5 graus nos apressava. Entramos em um restaurante de esquina e passamos pela cortina…. e pá …. todos pararam o que estavam fazendo e observaram nós 4 aguardando para sermos atendidos ….

Devem ter observado minha cara de choque quando percebi que as mesas eram lindas e arrumadas com aquelas 2-3 taças por pessoa rsrsrs.

Gelei ainda mais… pedi uma mesa para quarto pessoas ao mesmo tempo que falei pras crianças “não tocarem em nada” .

Nos acomodamos e pedimos o jantar… era um bistrô maravilhoso, com uma música agradável, mesas perfeitamente arrumadas e uma comida deliciosa! Chama-se Le Cosi e fica no quarteirão latino de Paris, no 5 arr.

Captura de Tela 2018-05-25 às 12.38.24

Pedi minha taça de vinho, suco pra eles, uma sopa de legumes pro Caio, um prato com foigras pro Igor e outro pra Júlia e um macarrão com lagosta pra mim… degustamos cada garfada… mas as crianças não conseguiram comer tudo… acharam o “foigras” forte.

Por fim… voltamos caminhando para o hotel naquela noite fria parisiense e foi maravilhoso!

 

 

 

Meus 40 – parte 1

14 de maio de 2018

Quando eu era um pouco mais nova eu imaginava que entraria na crise dos 40 ao completar essa idade.

Mas não… a crise não veio e acho que talvez venha com os 50, mas desejo mesmo que ela não chegue nunca…. rsrs

E pra comemorar os 40, perguntei para as crianças onde elas gostariam de comemorar comigo, disse a eles então, que meu maior presente seria estar com eles onde fosse o lugar escolhido, e para minha surpresa…. escolheram Paris : )

Imaginem o orgulho da mãe que simplesmente é viciada em viagem ao descobrir que os filhos queriam conhecer Paris e melhor que isso… comemorar meu aniversário lá!!! Quase morri de amores de novo mas logo caí na real pois havia muito trabalho e planejamento pela frente.

A escolha aconteceu no mês de outubro e a viagem seria em fevereiro.

Comecei a procurar passagem aérea com preços menos abusivos e depois de uns dias encontrei tarifas interessantes, porém com escala em Madrid… ok… tínhamos mais um país pra visitar.

O plano então foi chegar direto em Paris e na volta parar uns dias em Madrid para conhecer a cidade também.

Lá fui eu, pesquisando hotéis com quartos quádruplos ou apartamentos familiares para nos acomodar nas cidades.

Dividi o roteiro em 3 etapas:

Paris

EuroDisney

Madrid

Ficaríamos em torno de 10 dias, o que foi suficiente.

O inverno estaria acabando e as temperaturas oscilavam entre 4 e 16 graus… precisava providenciar roupas e calçados para o frio também.

E assim aconteceu.. parece que o tempo voou e logo estávamos nos preparando pra viagem.

Comprei aquelas roupas “segunda pele” para todos, luvas, gorro, casacos, botas e estávamos prontos pra aventura…

3 dias em Paris, 2 na Disney e 3 em Madrid e lá fomos nós …

 


%d blogueiros gostam disto: